ABIME apóia mudanças na legislação penal em relação a crimes hediondo



O jornalista Edinho Neves, Vice Presidente da ABIME BRASIL e Presidente da ABIME/MS ( Associação Brasileira de Imprensa de Mídia Eletrônica de Mato Grosso do Sul, a convite do comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, participou na manhã deste  sábado (02/02), da campanha “Reaja Mato Grosso do Sul”.
A fim de tornar mais duras as penas dos crimes contra a vida de agentes da lei e dasegurança pública, a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS) e parceiros, realizou hoje sábado (2/2), no Calçadão da Rua Barão na Capital, uma mobilização dos envolvidos nas campanhas Reaja MS e Pelo Fim da Impunidade.
Na campanha Pelo Fim da Impunidade a proposta inclui, entre outros pontos o aumento do período máximo de prisão de 30 para 50 anos, da pena mínima do crime de homicídio de seis para 10 anos e elevação do tempo para progressão penal. 
Cel. PM Carlos Alberto David, Comandante Geral da Policia Militar e o Jornalista Edinho Neves
Segundo o comandante geral da PMMS, coronel Carlos Alberto David dos Santos, as pessoas estão aderindo às campanhas satisfatoriamente. “A população está nos apoiando e ajudando a atingir o número mínimo de assinaturas para apresentação da proposta ao Congresso Nacional. Logo alcançaremos nosso objetivo”, disse Santos.Por ser petição pública de iniciativa popular, a proposta deve ser aderida por 1% do eleitorado nacional, distribuído em pelo menos cinco Estados, com assinatura de no mínimo 0,3% dos eleitores de cada um. A estimativa é que sejam necessárias 1,4 milhão de assinaturas.

Comentários

Postagens mais visitadas